Minuto Mercado

Minuto Mercado

29/09/2021

Acesso ao Blog

EXTERIOR POSITIVO ANTES DE POWELL PODE ANIMAR O MERCADO LOCAL

DÓLAR ABRE A R$ 5.4238. No exterior, a participação dos presidentes dos bancos centrais da zona do euro, Estados Unidos, Inglaterra e Japão, no Fórum do Banco Central Europeu (BCE) merece atenção. Já no mercado local tem o IGP-M de setembro, dados de agosto do Caged e do setor público consolidado e a participação do Bruno Funchal, secretário especial do Tesouro, em audiência pública sobre a PEC dos Precatórios. Tem também Luciano Hang na CPI do Covid, aliado de Bolsonaro e suspeito em participar do “gabinete paralelo”.

Exterior positivo com as bolsas europeias e os futuros de Nova York em alta após as perdas de ontem, à medida que os juros dos Treasuries têm queda. A atenção do mercado global está voltada a Powell, que aguarda a definição do tapering, a gradual redução de compras de ativos, prevista para novembro. Além da indecisão em relação ao aumento do teto da dívida americana e o desenrolar da Evergrande, gigante no ramo imobiliário chinês. Com receio de falência hoje o BC da China, o PBoC, fez mais um aporte de recursos no sistema financeiro, de US$ 15,46 bilhões, para manter a liquidez no mercado.

Mesmo com o dólar em alta ante a maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities, o fôlego do exterior deve favorecer os mercados domésticos nesta quarta-feira e o dólar pode também se valorizar ante o real.  Espera-se que o IGP-M de setembro tenha a primeira queda em um ano, de 0,43%.  Já o índice de desemprego medido pelo Caged a terceira, medindo 13,9% no trimestre até julho. Os indicadores, porém, não devem impactar nas previsões de aumento de 100 pontos-base da Selic em outubro, para 7,25% ao ano. O que pode ter tom negativo hoje é que o presidente da Petrobras alertou Bolsonaro de que haveria reajuste de combustíveis de 8,9% no diesel na refinaria a partir de hoje, o que é proibido pelas normas do mercado de capitais. No ambiente de estresse fiscal e de tensão externa, o mercado vai achar que o Banco Central está dando pouca liquidez contra os riscos e contra a pressão do overhedge e não será nenhuma surpresa se o dólar romper R$ 5,50 ainda esta semana. Já chegou ontem a R$ 5,4508 na máxima intraday e desde maio não ficava tão caro, fechando a R$ 5,4243 (+0,85%).

O programa Conecta Brasil de rede de wi-fi obriga que estudantes assistam a uma propaganda de 30 segundos sobre programas sociais do governo Bolsonaro, visto como inconstitucional, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) entrou com ação contra o governo por propaganda irregular nas escolas públicas. A CPI da Covid pediu que a Polícia Federal ofereça segurança a advogada Bruna Morato, representante de médicos que denunciaram a rede Prevent Sênior por fraudes na pandemia.

ícone da bandeira do Brazil

IGP-M de setembro, dados de agosto do Caged e do setor público consolidado ficam no radar de hoje.

ícone da bandeira EUA

Presidentes dos bancos centrais dos Estados Unidos e outros países participam do Fórum do Banco Central Europeu (BCE).

ícone da bandeira China

Com receio de falência hoje o BC da China, o PBoC, fez mais um aporte de recursos no sistema financeiro, de US$ 15,46 bilhões.

Ligue agora e fale com os nossos especialistas:

Soluções completas em câmbio para você e para sua empresa.

Transferências Internacionais

Transferências Internacionais

Soluções completas em remessas internacionais para você e para sua empresa. Faça transferências internacionais com segurança e velocidade.

Saiba mais
Soluções em câmbio

Soluções em câmbio

Você pode contar com assessoria e serviços para soluções em câmbio e todo o seu processo de Comércio Exterior.

Saiba mais
Turismo

Turismo

Moeda em espécie e cartão pré-pago internacional. Em um único lugar você encontra soluções completas para a sua viagem.

Saiba mais